FANDOM


Boola → Alemão, Inglês.


Boola
Primeira Descriçao : Dr. Martin
F. Falkenstein, 2009
Ciclos: Um
Filas: Duas
Sementeira: Voltas múltiplas
Região: Quénia

Boola é um jogo de mancala comum entre os Ariaal, Rendille e Samburu, no norte central do Quénia.

Às mulheres não é permitido jogar Boola e o jogo deve ser jogado só no exterior. Consta-se que tenham sido antepassados femininos que tenham inventado o jogo para que os homens o fossem jogar, para debaixo de uma acácia, uma árvore fora dos limites da aldeia, para que as mulheres pudessem fazer os seus trabalhos domésticos, sem pressas. Antes que as hienas começassem a ulular, no crepúsculo, um jogo deveria estar finalizado, por todos os meios.

Boola foi descrito pela primeira vez pelo Dr. Martin F. Falkenstein, um alemão de 47 anos de idade, de Bielefeld, membro do Yahoo! group mancalagames, desde de Julho de 2009. Um jogo de mancala similar a Samburu é revelado na fotografia tirada por Walter Driedger e publicada em 1971.

Regras

Boola é jogado num tabuleiro que possui duas filas paralelas com 12 buracos em cada um dos lados. Cada jogador controla os 12 buracos do seu lado do tabuleiro.

No início do jogo, cada jogador tem 24 pedras, nos buracos do tabuleiro, que se encontram distribuídos da seguinte maneira:

Boola2

Posição Inicial

No seu turno, o jogador pega em todas as pedras de um dos seus buracos e distribui uma pedra por cada um dos buracos seguintes, em sentido anti-horário.

Se a última pedra cai num buraco ocupado com pedras, o jogador captura todo o seu conteúdo, inclusivé a última pedra aí depositada e, continua a distribuir as pedras, em sentido anti-horário.

A última pedra desta primeira volta tem de cair em um buraco do adversário ou num buraco vazio do lado do jogador. Outros movimentos não são permitidos.

O movimento termina quando a última pedra cai num buraco vazio.

Se a última pedra for deixada num buraco vazio, que pertença ao lado do próprio jogador, então esse jogador captura todo o conteúdo do buraco oposto, que pertence ao adversário. As pedras capturadas são removidas do tabuleiro.

Os jogadores devem fazer movimentos. O jogo termina, se um jogador não conseguir fazer um movimento, no seu turno.

O jogador que ainda possua pedras no seu lado do tabuleiro, ganha o jogo. Empates são impossíveis.

Variantes

O movimento de abertura empregue, habitualmente por Ariaal e Rendille é uma excepção: uma pedra é deixada antes do último buraco (a partir do qual o movimento começaria, normalmente) e o fim do movimento termina, por conseguinte, no primeiro buraco do adversário. Por esse motivo é usual ouvir-se o adversário gritar: "Seehche idaah!" (isto é, "Eu disse para as moveres todas!"). No entanto, também é permitido pegar em todas as pedras ou iniciar o jogo com as pedras do último buraco.

Expressões Típicas Utilizadas

Um jogador que capture uma boa quantidade de pedras, no seu turno, é apelidado de "waraba" ("hiena").

Ligações Externas

Copyright / Licença

O texto desta página está sob a CC by-sa 2.5 licença.
© Miceu Tavares

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.